54 3344.1293
SISTEMA SPC:
CONSULTA RECEITA:
Sisu 2020 inscrições vão do dia 21 a 24 de janeiro de 2020. — Foto: Reprodução/Sisu/MEC
EDUCAÇÃO
14.Janeiro
Sisu 2020: veja dicas para inscrição na seleção do primeiro semestre, que abre na próxima semana
De terça-feira (21) até sexta-feira (24), estará aberta a inscrição para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O sistema permite que candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) disputem uma vaga nas universidades públicas participantes. São 237.128 vagas em 128 instituições de todo o país.

A inscrição é feita pela internet com a nota do Enem, que deve ser divulgada nesta sexta-feira (17), segundo o calendário do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela prova.

No site do Sisu, é possível escolher duas opções de cursos, em diferentes universidades federais e estaduais espalhadas pelo país. Quem teve melhor pontuação no Enem tem mais chances de conquistar a vaga.

Para fazer esse planejamento, basta acessar o site http://sisu.mec.gov.br/cursos e fazer a escolha por nome do curso, instituição ou município.

O que o candidato deve saber sobre a inscrição do Sisu:
As inscrições vão de 21/1 a 24/1;
É possível escolher dois cursos (primeira e segunda opção);
O sistema atualiza uma vez ao dia e muda a ordem dos inscritos conforme a nota do Enem;
A primeira atualização será divulgada a partir da 0h de 23/1;
Recomenda-se que o estudante entre no sistema uma vez ao dia para saber se a disputa pela vaga ainda é viável ou se prefere mudar de curso;
O resultado da chamada regular sai no dia 28/1;
Se for aprovado na segunda opção de curso, o candidato não será incluído na lista de espera da primeira opção (leia mais abaixo);
O prazo para escolher participar da lista de espera é de 29/1 a 04/2;
A convocação da lista de espera será no dia 7/2 a 30/4;

Para qual universidade posso me inscrever no Sisu? Que curso escolher?
Entre no site do Sisu;
Pesquise por universidade, curso, ou município.
Mesmo antes do período de inscrição, o candidato já pode consultar o site do Sisu para saber quais universidades participam da seleção e quais cursos elas oferecem. Este ano, 128 instituições participam da seleção.

Gilberto Alvarez, diretor do cursinho da Poli, afirma que as pessoas que vão se candidatar devem estar atentas ao planejamento. "Como são vários cursos e várias universidades, é importante entrar no site do Sisu e procurar as instituições e cursos de interesse. É importante fazer uma lista de prioridades e de interesses", sugere Alvarez.

Qual a vantagem de me inscrever no Sisu?
O processo é simples, gratuito e pode ser feito a distância;
Inscrever-se em cursos e instituições de todo o Brasil.
Juliana Diniz, diretora pedagógica da Companhia Saber, diz que o Sisu é mais uma alternativa que permite que os alunos que querem ingressar no ensino superior de instituições públicas usem apenas a nota do Enem. As principais instituições do país estão no Sisu. "O processo é simples, gratuito, e pode ser feito a distância, pelo computador", destaca.

O aluno que faz o Sisu, recorda Diniz, pode escolher duas opções de cursos, em instituições de todo o Brasil, sem precisar se inscrever individualmente em cada um dos processos ou realizar outras provas em outras cidades e estados.

Ela aponta, ainda, que no sistema há um número expressivo de vagas em diversas áreas, como Ciências Exatas, Humanas, Biológicas, "o que acaba facilitando a possibilidade de ingresso".

Com o que devo me preocupar antes da abertura do Sisu?
Planejar e pensar nas principais opções;
Conversar com a família sobre as possibilidades de estudar longe da cidade de origem;
Pesquisar sobre programas de permanência oferecidos pelas universidades.
De acordo com Gilberto Alvarez, diretor do cursinho da Poli, planejar é fundamental. Para ele, é importante levar em consideração as possibilidades de deslocamento e fazer uma avaliação individual e, também, familiar, para saber se é possível ingressar e requerer uma vaga em uma universidade que não está no município ou estado de domicílio do candidato. "Se for possível esse deslocamento, o número de possibilidades aumenta consideravelmente", afirma Alvarez.

Ele diz que, nesse processo de escolha, é importante se informar sobre os programas de permanência que as universidades oferecem. "Por lei as universidades, pós criação do Sisu, são obrigadas a oferecerem programas de permanência, como de moradia, alimentação e incentivo financeiro, justamente para permitir o deslocamento nacional", pontua.

Eu preciso entrar no Sisu todos os dias?
Acompanhe as inscrições durante o período em que elas estiverem abertas;
As notas variam todo os dias de acordo com as pessoas que estão se inscrevendo;
Não deixe para se inscrever no último dia.
Conforme os candidatos vão se inscrevendo, a disputa vai ficando mais acirrada porque o sistema seleciona os estudantes pela nota do Enem. Assim, se um candidato com nota maior se inscreve depois, ele passa à frente do candidato que já estava inscrito.

Gilberto Alvarez, diretor do Cursinho da Poli, sugere que o candidato se inscreva assim que a inscrição abrir. "O Sisu tem por princípio não estabelecer uma nota de corte fixa, ela varia a todo o momento, de acordo com as notas daqueles que estão se inscrevendo no portal. Por isso, se no segundo dia a nota não valer para entrar no curso escolhido no primeiro dia, o candidato pode mudar de opção", indica Alvarez.

"Quanto mais o candidato tiver um leque de possibilidade planejados anteriormente, mais fácil vai ser adequar a sua nota às opções de cursos e universidades" – Gilberto Alvarez, diretor do Cursinho da Poli.
Ao entrar no Sisu para verificar o ranking, o estudante deve avaliar:

Quantas vagas estão disponíveis;
Qual a posição em que se encontra;
Se a nota é suficiente para garantir uma vaga.
Se o estudante quiser concorrer a apenas uma vaga em uma única instituição, ele não precisa verificar o sistema todos os dias. Basta se inscrever e esperar. Mas se tiver mais de uma opção, o recomendado é que ele verifique a inscrição ao menos uma vez ao dia, entre 21 e 24 de janeiro, para ver se quer manter as opções selecionadas, ou se quer trocar de curso, instituição ou cidade.

Como funciona a lista de espera do Sisu?
O candidato que não foi selecionado pode escolher uma das duas opções para entrar na lista de espera.

Caso seja aprovado na segunda opção, o candidato não poderá entrar na lista de espera para a primeira escolha;
O candidato deve entrar no sistema entre os dias 29/1 e 04/2 para entrar na lista de espera.
Para os candidatos que não forem selecionados na primeira chamada, há a possibilidade de participar da lista de espera para a primeira ou segunda opção de curso para o qual o candidato optou por concorrer em sua inscrição ao Sisu.

Para isso, o candidato deve acessar o sistema entre 29/1 a 04/2 e selecionar em qual das duas opções deseja participar da lista de espera.

O Ministério da Educação (MEC) afirma que, na lista de espera, a convocação dos candidatos para a matrícula cabe às próprias instituições de ensino. Por isso, é importante que os candidatos acompanhem as convocações da lista de espera junto à instituição na qual tenha manifestado interesse.

Posso me candidatar pelo sistema de cotas no Sisu?
Se o candidato tem direito, ele deve escolher suas opções pelo sistema de cotas;
Cuidado em relação à documentação: se você não tem direito às cotas, não escolha esse critério.
Gilberto Alvarez afirma que, se o candidato tem direito, a recomendação é fazer as escolhas pelo sistema de cotas. "Sempre importante dizer que há reserva de vagas para alunos de escolas públicas e autodeclarados pretos, pardos ou indígenas (PPI), segundo a porcentagem estabelecida para cada região pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)".

Se eu não conseguir entrar na faculdade pelo Sisu, o que posso fazer?
Há outras possibilidades de ingresso no ensino superior, como os vestibulares;
O Sisu acontece também no segundo semestre de 2020.
Para quem, por ventura, não conseguir ingressar em uma faculdade pelo Sisu neste primeiro semestre, há outras formas de tentar entrar para o ensino superior.

Juliana Diniz, diretora pedagógica da Saber, lembra que os vestibulares convencionais podem ser uma opção. O aluno deve ficar atento, pois cada instituição possui calendários, provas e requisitos específicos.

Diniz afirma que também há a possibilidade do aluno tentar o Prouni para conseguir uma bolsa integral ou parcial em uma instituição particular. Para quem preferir financiar o valor da graduação em faculdades particulares, o Fies e o P-fies podem ser considerados.

Também existem instituições que usam a nota do Enem para selecionar os candidatos. "Algumas consideram esta nota para uma espécie de primeira fase, outras como uma nota extra à nota do vestibular, por exemplo", lembra Diniz.

"Como o Sisu acontece duas vezes por ano, o candidato sempre pode tentar novamente seis meses depois de ter realizado a prova" - Juliana Diniz, diretora pedagógica da Saber.

Cronograma do Sisu 2020
Abertura das inscrições: 21 de janeiro
Fim das inscrições: 23h59 de 24 de janeiro
Resultado: 28 de janeiro
Prazo para participar da lista de espera: 29/1 a 04/2
Convocação dos candidatos em lista de espera: 07/2 a 30/4

Fonte: G1

ACISAT Empregos

Para ser notificado imediatamente que uma nova vaga de emprego é inserida no sistema da ACISAT, receber mensagem das empresas e da Acisat no CHAT, aviso que seu currículo foi pré-selecionado ou que não foi selecionado e muito mais, basta baixar em seu smartphone o Aplicativo ACISAT, e depois logar o seu currículo no aplicativo.
Copiryght © 2020 Todos os direitos reservados - ACISAT ASSOCIAÇÃO COMERCIAL INDUSTRIAL DE SERVIÇOS E AGRONEGÓCIOS DE TAPEJARA. acisat@acisat.org.br
Desenvolvido por